Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

A CADEIRA

Sento-me muitas vezes nesta cadeira



cadeira que pertenceu à minha Tia Maria José (irmã da minha Trisavó Carlota)

E às vezes penso: será que virei a parecer-me com ela?



Foto tirada em 1916 com a idade de 83 anos

publicado por soaresesilva às 17:24
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De Menina_marota a 13 de Outubro de 2006 às 20:00
Fabuloso!
Adorei esta invocação do Tempo.
Bj ;)
De Praia da Claridade a 13 de Outubro de 2006 às 20:14
Que maravilha !!!... Recordar tempos antigos com estes objectos, a cadeira, a fotografia com 90 anos...
Recorda-me os meus avós por quem eu tinha um carinho muito especial, particularmente o meu avô paterno que andou na guerra de 1914 e me contava pormenores da sua "estadia" em França...
Bjs.
Filipe
De Maria a 13 de Outubro de 2006 às 21:44
A cadeira é linda! E tem muitas estórias para contar! Todas diferentes diferentes épocas, tempos diferentes, mas os sentimentos esses se parecem e se encontram no conforto de uma cadeira! Gostei da foto e da cadeira. Beijinho.
De * a 13 de Outubro de 2006 às 23:07
Com um ou outro traço de modernidade o mais natural é as semelhanças serem grandes. Pelo menos na postura, certo?

Jinhos****
De paragembreve a 14 de Outubro de 2006 às 20:28
Talvez porque já não resta nenhum dos seres que um dia amei, estes teus posts comovem-me sempre...
De paragembreve a 16 de Outubro de 2006 às 00:35
Sou, por natureza , um ser solitário..Triste? talvez um pouco também. E isso reflecte-se sempre no que escrevo...
De Jorge G a 18 de Outubro de 2006 às 18:35
Linda música, linda fotografia, linda cadeira, linda Senhora!
"Je suis comme je suis", canta a Greco.

Tu seras comme tu seras, amiga, mas se fores paracida com a Senhora tua tia...serás distinta e bonita.
Cantinho tão agradável este!
E que belos são os objectos com história!

Um bjnh.
Jorge G
De jo a 19 de Outubro de 2006 às 21:27
Que delicia de post pois nos faz viajar ao século passado na história duma familia, com passado e que dele se orgulha, desejando mesmo, que, se possível, permaneçam os traços nas gerações de agora.
Quanto ao quadro da Neca, ela tem garra, não acha? Penso que interpretou muito bem

De Quico, Ventor e Pilantras a 20 de Outubro de 2006 às 21:38
Ah, virás virás! Mas olha, isso podes crer até será bom para ti, porque, para vires a ser parecida com ela, terás de atingir, pelo menos, os 83 anos dela na foto e, provàvelmente, mais, porque, se calhar, essa não foi a última foto! Mas depois dizes, porque eu já cá não estarei, mas o Ventor esse, vai continuar por cá, se calhar com outro Quico e a fzer as retrospectivas ds suas caminhadas pela Net. Bjs.
De Nadja Soll a 25 de Outubro de 2006 às 03:06
Que maravilha essa sua sensibilidade! A memória é um recurso primordial na construção da história, mas principalmente, na consolidação das identidades, que nesses momentos modernos, ou pós-modernos, andam tão fragmentadas. Recordar é sublime... infelizmente, a velocidade do tempo atual não permite isso a muitos.
Parabéns! Adorei o seu blog!
Abraços

Comentar post

.Zamfir

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O TIO HENRIQUE

. RETRATOS DE FAMÍLIA

. RETRATOS DE FAMÍLIA

. AS FOTOGRAFIAS

. JÚLIO DINIS

. DIA DE REIS

. ANO NOVO

. FELIZ NATAL

. POSTAIS DA MINHA AVÓ

. BORDADOS DA MINHA AVÓ

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds